RODA

(REDE) DE CONVERSA

CLIQUE AQUI

PARA CONHECER O PARÁGRAFO CURATORIAL DE MARIA GIULIA PINHEIRO

PROGRAMAÇÃO

30 de abril | 18h00

A Roda (Rede) de Conversas se propõe (e ousa) perguntar: “Afinal, pelo o que estamos  lutando?”.

Em um momento em que nossas possibilidades mínimas de sobrevivência estão constantemente ameaçadas, não só pela pandemia, mas também pelas constantes  ameaças de direitos e subsídios básicos, parece estranho perguntar qual o nosso desejo.

Mediação: Maria Giulia Pinheiro

Convidades:

Mariana Ayelen

Tom Grito

Jobana Moya

Lívia Lima

Luz Bárbara

Selma Amaro

Onde? na plataforma ZOOM, com inscrições prévias para acesso à sala

OBS:  Programação com tradução para libras.

Programação sujeita a alterações.

MarianaAyelen.jpeg

MARIANA AYELEN

Mariana Ayelen possui graduação em Pedagogia pela Pontifícia Universidade Católica de São  Paulo(2012), Especialização em Ensino de Libras (Língua Brasileira de Sinais) pela  Universidade Presbiteriana Mackenzie(2015). Especialização em Arte na Educação:  Teoria e Prática pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São  Paulo(2017). Experiências profissional em escola ensino fundamental alunos ouvintes.  Atriz, poeta, professora de Libras, educadora, interprete surda, contação de história.  Ministra oficinas sobre os temas "Libras", "artes", "poesia e cultura surda".

TomGrito.jpeg

TOM GRITO

 Tom Grito é poeta.

Dedica-se à poesia falada (spoken word/poetry slam)

e às micro-revoluções político-sociais onde a poesia incinera, afaga, afeta e transforma.
Pessoa não binárie transmasculine (ele/dele)
Entusiasta da cena de poetry slams e saraus de poesia

no Brasil @tomgritopoeta  

JobanaMoya.jpeg

JOBANA MOYA

Jobana Moya, imigrante boliviana humanista,

ativista pela Não Violência Ativa e a Não Discriminação mediadora intercultural, membro -fundadora da Equipe de Base Warmis Convergência das Culturas.

LiviaLima.jpeg

LIVIA LIMA

Lívia Lima integra o conselho da Agência Mural de Jornalismo das Periferias e é co-fundadora do

coletivo Nós, mulheres da periferia. Acompanha

como observadora o Movimento Cultural das Periferias

de São Paulo e colabora com o Centro de Estudos

Periféricos da Unifesp-SP. Ela é graduada em Comunicação Social - Jornalismo (Mackenzie) e em Letras (USP), e é mestre em Estudos Culturais

também pela Universidade de São Paulo.

LuzBárbara.jpeg

LUZ BÁRBARA

Luz Bárbara se identifica trans nu binary. Multiartista Kariri nascid em Parahyba é migrante em São Paulo e atua em cinema, teatro, performance e poesia. Integra a coletiva Arenga Filmes, o grupo de teatro Nhandereguá e o grupo de articulação indígena Kariri Velho PB.

SelmaAmaro.jpeg

SELMA AMARO

Selma Amaro trabalha com a Psicanálise Integrativa, terapia que consiste em saber da necessidade de  cada analisado e usar as ferramentas necessárias, desde o método tradicional freudiano  ao método de hipnose e regressão.

MariaGiuliaPinheiro.jpg

MARIA GIULIA PINHEIRO

Escritora, dramaturga e performer. É fundadora do grupo teatral Companhia e Fúria, em que atua, dirige e escreve. Criadora e organizadora do ZONA Lê Mulheres, um sarau dedicado a textos escritos por mulheres e do Todo Mundo Slam um poetry slam decolonial pensado para cruzar fronteiras. Co-idealizadora e apresentadora do slam "Ciranda- Jogo de Palavra Falada" e da "Ginginha Poética". Pesquisa a tradição de mulheres na arte, a importância de um Imaginário feminista, além de estruturas de comunidades livres desde 2012, quando lançou o manifesto "Por um Imaginário". Coordena o Núcleo Feminista de Dramaturgia deste 2016. Atualmente as aulas são online e contam com mais de 150 pessoas de 5 países e já teve uma edição no TedXUFPR.
@mariagiuliapinheiro

CURADORA DO EIXO_____