A história do Mulheres na Travessa começa com a ação na Travessa Roque Adoglio, na Vila Anglo, em São Paulo. Foram três anos de eventos, na rua, abertos, vivos e de construção partilhada. Não teria sido possível construir o Mulheres sem as parceiras Sandra-X e Karen Mennati. O apoio de moradoras e moradores do bairro também foi fundamental e nesse aspecto André Arem, Felipe Julian e Bruno de Castro precisam ser lembrados com todo o agradecimento possível. A estrutura foi garantida por muitas mãos, entre elas Thais Campos, Nívea Justino, Tatiana Arem. Beatris Duraes, sempre firme nas construções coletivas, também precisa ser lembrada nessa história de agradecimentos. Em 2019, a participação de Pamela Sarabiá e Verô Borges gerou novas vontades, novos ares para o Mulheres. A passagem de diversas artistas, mulheres parceiras, inspirações para a vida recebe aqui a nossa homenagem: Giselda Perê, Maria Giulia Pinheiro, Mariana Félix, Kimani, Nduduzo, Cléia Plácido, Lae Madsen, Lilian de Lima,  Mulheres da Cia do Tijolo, Thais Dias, Mariana Perna, Govinda Lilamrta, Josyara, Alzira E e a lista só cresce. Carmen Silva, Jane Barros, Naloana Lima, Deborah Cavalcanti. Agradecemos e seguimos!

Que venha o IV MULHERES NA TRAVESSA, agora, TRAVESSIA!

 Para Perguntas /  Envie um e-mail mulherestravessia@gmail.com